NOTICIAS

3ª parcela do auxílio emergencial: Veja qual a previsão sobre o novo pagamento

Novo calendário do auxílio emergencial deverá ser divulgado em breve. Na última semana, a Caixa Econômica Federal informou que, nos próximos dias, estará publicando as datas de pagamento da terceira rodada do coronavoucher.

3ª parcela do auxílio emergencial: Veja qual a previsão sobre o novo pagamento (Imagem: Reprodução - Google)
3ª parcela do auxílio emergencial: Veja qual a previsão sobre o novo pagamento (Imagem: Reprodução – Google)

De acordo com a instituição, a liberação começará a ser feita assim que se encerrar os depósitos do atual grupo. Neste momento, os novos cadastrados no aplicativo estão tendo os valores autorizados para saque. Ainda de acordo com o informe, o último lote será feito de três formas diferentes. Saiba os detalhes no texto abaixo.  

Iniciado desde o mês de abril, o auxílio emergencial é uma medida provisória do governo que tem como finalidade segurar a população durante o período de crise ocasionado pelo novo coronavírus. Por meio dele, é possível receber até três parcelas no valor de R$ 600.  

Tem direito ao pagamento, prioritariamente, os beneficiários inscritos no programa Bolsa Família, além dos cidadãos de baixa renda, pessoas desempregadas ou autônomas.

Além disso, trabalhadores também podem ser contemplados, desde que não estejam tendo acesso aos pagamentos do seguro desemprego ofertados em caso de redução e cortes de salário.  

Para os empresários independentes que tiveram suas atividades suspensas por causa do isolamento social, há também a chance de receber. No entanto, todos que obtiverem uma renda anual (em 2020) superior ao piso da Receita Federal (R$ 28 mil) terão que devolver as parcelas de R$600 no imposto de renda de 2021. 

Para esse grupo, o pagamento funcionará como uma espécie de empréstimo, com devolução prevista para o primeiro semestre do próximo ano 

Como se cadastrar 

Os interessados em receber os valores do auxílio emergencial precisam fazer um cadastro no aplicativo ou site da Caixa. Basta informar as documentações pessoais, endereço, dados bancários e aguardar um retorno do Ministério da Cidadania, responsável, em parceria com a Dataprev, pela validação dos pedidos.  

Normalmente, o prazo útil da resposta é de até vinte dias e o cronograma varia de acordo com a condição na qual o beneficiário se encontra.  

Grupos de pagamento do auxílio emergencial

O benefício vem sendo ministrado pela Caixa de três formas. A primeira é para quem se cadastrou até o dia 30 de abril. Estes já receberam os valores da segunda parcela e serão os primeiros contemplados na última rodada.  

O primeiro pagamento foi feito em saque ou conta digital, o segundo pagamento foi feito apenas pela conta digital da Caixa, e o terceiro pagamento deverá também ser realizado por meio do Caixa Tem.  

Para os beneficiários do Bolsa Família, o calendário é o mesmo do projeto e as formas de recebimento também se mantém igual. Basta ir até uma agência da Caixa ou unidade da Casa Lotérica e sacar o valor depositado.  

Por fim, os novos cadastrados, que receberam na última semana o valor da primeira parcela, há a possibilidade de receber os R$600 em dinheiro (por meio de suas contas bancárias) ou então pela conta digital do Caixa Tem 

Sobre o Caixa Tem Post

Trata-se de uma poupança digital gratuita, feita pela Caixa Econômica. A ferramenta tem como finalidade, inicialmente, auxiliar nos depósitos para os beneficiários que não tinham vínculo com outras instituições bancárias.  

Depois, visando otimizar o pagamento e reduzir o número de pessoas nas agências, a Caixa determinou que os beneficiários da segunda parcela também só poderiam receber por meio do app. Os valores são depositados e podem ser acessados pelo Caixa Tem no próprio celular.  

Para a utilização da quantia, os usuários devem solicitar o cartão de débito digital, também gratuito e feito automaticamente. Com ele, é possível realizar compras online e pagar dívidas por meio da leitura de QR Code ou informação dos dígitos dos boletos bancários.  

Sua instalação está disponível tanto na versão IOS quanto Android, e funciona como os apps das demais instituições financeiras, permitindo que o usuário faça consulta em seus valores, pagamentos e mais.  

Com a chegada do fim do calendário, o governo federal está avaliando a possibilidade de criar uma quarta e até mesmo uma quinta parcela do coronavoucher.

Os informes sobre a liberação ainda não foram divulgados mas, segundo o presidente Jair Bolsonaro, o ministério da economia está contabilizando os valores para saber se será possível.  

Espera-se que o pagamento seja inferior aos R$ 600 ofertados inicialmente e aconteça entre julho e agosto. 

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar